Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Período entre guerras, Segunda Guerra e Guerra Fria - Disciplina de História dos Grandes Conflitos - Aula 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
DEFESA E GESTÃO ESTRATÉGICA INTERNACIONAL
HISTÓRIA DOS GRANDES CONFLITOS
PROFESSORA: MARIANA KALIL
MONITORA: DOMINIQUE MARQUES DE SOUZA


Fim da Primeira Guerra e Período entre Guerras.

Japão expansionista. Invadiu a Manchúria, região rica em minérios que pertencia a China, em 1931.

1933 – Manchúria como Estado fantoche.

1937 – Itália ocupa a Etiópia. Em outubro de 1935, a Itália de Mussolini afirmou seu imperialismo invadindo a Etiópia, país independente situado no nordeste da África. 

França entra em crise financeira.

Falência do imperialismo na Europa.

Grã-Bretanha vivia o Estado de Bem Estar Social.

Começava a surgir regimes totalitaristas-fascistas na Itália e na Alemanha.

O Comunismo avançava na URSS.

LIBERALISMO -----------------COMUNISMO------------------NAZIFASCISMO

1936: eleições na Espanha  Vitória da esquerda, mas General Franco dá o golpe para evitar o comunismo.

GUERRA CIVIL ESPANHOLA
TROPAS DE FRANCO X ESQUERDA ESPANHOLA
FRANCO  TENDÊNCIAS ARISTOCRÁTICAS E FASCISTAS
SALAZAR = PORTUGAL  APOIOU FRANCO NA ESPANHA
ALEMANHA APOIOU FRANCO E FEZ DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA UM ENSAIO PARA A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, ONDE A ALEMANHA PÔDE TESTAR SEUS EQUIPAMENTOS, TROPAS, ARMAS E ESTRATÉGIAS
HITLER ESTAVA PRONTO PARA SE TORNAR O III REICH E BUSCAVA O ESPAÇO VITAL PARA A RAÇA ARIANA
A FRANÇA RESISTIA AO EXANSIONISMO ALEMÃO, MAS AO SABER QUE ELA CONTINHA E ENFRAQUECIA A URSS, DEIXAVA, ASSIM COMO A GB

Política de Apaziguamento: Manobrada pela França e pela Inglaterra, a Liga expressava sobretudo os interesses desses dois países que, naquele momento, almejavam manter intacta a ordem internacional que os beneficiava. Por essa razão, a Liga das Nações adotou uma política dócil conhecida como política de apaziguamento, sendo tolerante com os avanços imperialistas do Japão, da Itália e da Alemanha.


CONFERÊNCIA DE MUNIQUE
•             1938 – INGLATERRA, FRANÇA, ITÁLIA E ALEMANHA OBRIGAM A TCHECOESLOVÁQUIA A CEDER OS SUDETOS A ALEMANHA.
•             EM 1939, ALEMANHA CONSEGUE TOMAR TODA A TCHECOESLOVÁQUIA
•             ISSO FOI UMA AFRONTA AO ACORDO DA CONFERÊNCIA DE MUNIQUE, ENTÃO, FRANÇA E INGLATERRA SE DISPUSERAM A AJUDAR QUALQUER NAÇÃO QUE TIVESSE SUA INTEGRIDADE AMEAÇADA.
•             HITLER ALMEJA A POLÔNIA, O CORREDOR POLONÊS uma estreita faixa territorial que permitia à Polônia uma saída para o mar.
•             URSS ACORDA E SE APROXIMA DE ALEMANHA
•             ALEMANHA APROVA PARA EVITAR UMA GUERRA DE DUAS FRENTES
•             1939 = PACTO DE NÃO AGRESSÃO ENTRE ALEMANHA E URSS
•             DIVISÃO DA POLÔNIA ENTRE ELAS
•             COM O SINAL VERDE DADO POR STALIN, HITLER SEGUIU EM FRENTE
•             1 DE SETEMBRO DE 1939  HILTER INDADE A POLÔNIA
•             TOMA O PAÍS EM 3 SEMANAS
•             3 DE SETEMBRO  FRANÇA E INGLATERRA DECLARAM GUERRA À ALEMANHA
•             INÍCIO DA SEGUNDA GUERRA

Primeira fase: BLITZKRIEG => rápido avanço do eixo

Força aérea alemã: LUFTWAFFE

1940 – forças alemãs conquistam a Dinamarca, a Holanda, a Bélgica, a Noruega e a França (República de Vichy)

1941 – CHURCHILL entra no poder na GB e começa a prestar mais atenção na Alemanha.

1941: dois pontos chave: invasão da URSS pela Alemanha e ataque japonês a PEARL HARBOR (tentativa de atacar rapidamente os EUA para que não tivessem tempo de resposta. 2 mil soldades norte-americanos morreram, mas não adiantou muito porque os EUA responderam com bombas nucleares...)

EUA entraram na guerra por causa do ataque japonês e reviraram o conflito.

Segunda-fase: 1942-1945 à EUA, GB, URSS e seus aliados conseguem rápidas vitórias

URSS => tática de terra arrasada contra os alemães

Os soviéticos permitiram que Hitler fosse domindando cidades importantes como Leningrado, Stalingrado, preparando-se para o contra ataque quando chegassem a Moscou.

Os alemães não conseguiram tomar Moscou.

Os soviéticos quebraram a invencibilidade alemã. PRIMEIRA RENDIÇÃO ALEMÃ.

EUA em 1941 passam a doar enormes quantidades de equipamento bélico, tanques, navios e aviões de boa qualidade.

1942: TRATADO DAS NAÇÕES à determinava o fim do extermínio completo dos regimes e a retomada dos status quo territorial. Países que assinaram: França de De Gaulle, Inglaterra de Churchill, URSS de Stalin e China de Xiang Kai-shek
Mao Tse-tung e Xiang Kai-shek se juntaram para lutar contra o Japão nessa época

Junho de 1942: EUA vencem Japão em importantes batalhas como as de Midway e Mar de Coral.
Tomadas avassaladoras dos Aliados na África à AFRICAKORPS

Ao final de 1942, ingleses avançam sobre Itália e Alemanha.

1943 – Aliados invadem a Itália

Mussolini foi deposto e o novo governo italiano assinou a paz com os aliados em 8 de setembro de 1943.

Em abril de 1945, 25 mil combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB) integraram as tropas aliados que esmagaram a resistência nazista na Itália.

1944 – Conferência de Yalta, onde o mundo seria dividido em áreas de influência entre EUA e URSS

Breton Woods à conferência que falava sobre a arquitetura econômica e financeira dos pós guerra

Conferência de Potsdam à Divisão da Alemanha e Berlim

24 de outubro de 1945 à Assinatura da Carta da ONU na Conferência de San Francisco

2 de setembro de 1945 = rendição japonesa

FIM DE GUERRA

CONTROVÉRSIA DE FISHER – NÃO HAVIA COMO ENCONTRAR O CULPADO PELA GUERRA



GUERRA FRIA

1947 – EUA inaugura de fato a política de contenção: CORDÃO SANITÁRIO, que era algo passivo.
1955 e 1956 – coexistência pacífica
1955 – Conferência de Bandung
1956 – crise de Suez
1968 – TNP
1986 – Perestroika e Glasnost
1989 – Queda do muro
1991 – fim da URSS
EUA de Truman pediu ajuda para a Turquia para conter os soviéticos e instalou mísseis no país.

MACARTISMO – caça aos comunistas

Quando McCarthy foi capaz de chegar na fronteira com a China, na guerra da Coreia, foi um momento quente na guerra fria

Em 1910 o Japão ocupou a Península da Corea, ainda unida.

A Corea já havia sido ocupada pela China, mas sempre menteve sua cultura, língua e escrita...

Em 1950 começou a guerra pois a China queria ocupar a Península toda.

Forças comunistas concentradas mais ao norte, próximas à China.

Começava a guerra entre comunistas e capitalistas

EUA tentaram controlar o general McCarthy pois sabiam que a guerra fria era um jogo de soma zero. Se chegassem muito perto dos comunistas no caso da Corea, os comunistas chegariam muito perto deles em outra lugar do mundo.

China e EUA tinham armas nucleares. Facilmente poderia se iniciar um conflito sistêmico
Resultado: divisão da Corea

Formava-se a República Democrática da Corea e a República Popular da Corea

Entre uma Corea e outra tem uma área “desmilitarizada”, que só possui esse nome porque não tem soberania, mas é a região mais militariazada do mundo.

“Sunshine Policy” – tentative de reunir as duas Coreas

1955 – Bandung à movimento de não alinhados

Houve depois, uma concordância entre EUA e URSS em Suez sobre o trânsito na Península de Sinai. Eles deixaram a GB em segundo plano e concordaram entre si sobre o caso.
Houve, portanto, uma tentativa de coexistência pacífica entre os dois.

Não foi uma distenção complesta, porque e 1961 teve a crise do Muro de Berlim, quando foi construido o Muro.

Foi um dos momentos mais críticos com relação ao financeiro dos EUA, que tinha de abastecer o lado ocidental por aviões.

1962 – CRISE DOS MÍSSEIS
·         Mísseis apontados para a URSS na Turquia
·         Logo, soviéticos pensaram em Cuba.
·         EUA chegam a fazer um cerco à Cuba, mas sabiam que não podiam fazer muito, senão Orlando seria atacada e começaria um conflito nuclear

EQUILÍBRIO DO TERROR à URSS TIRARIA OS MÍSSEIS DE CUBA E OS EUA, DA TURQUIA
O caminhar da década de 60 foi pacífico porque houve o reconhecimento do equilíbrio do terror

BRECHAS NA BIPOLARIDADE:
·         1955 – Bandung
·         1961 – Belgrado
·         1966 – De Gaule começou a fazer especulação contra o dólar
·         1971 e 1979 – SALT à para limitar a quantidade de armas nucleares que cada país poderia ter.
·         1975 – Conferência sobre segurança internacional, que reuniu países da Europa ocidental e oriental
·         1979 – URSS invadiu o Afeganistão, mas os EUA tinham protegidos ao redor (Paquistão, Uzbequistão...)

·         URSS estava esquentando o clima, assim.
·         Então, para impedir a URSS, EUA financiaram o Talibã, Bin Laden. =O

·         Foi o momento em que começou a segunda guerra fria

·         Reagan com seu projeto de “Guerra nas estrelas”, onde um suposto escudo protegeria os EUA dos ataques soviéticos

·         A sorte era que, em 1986, a URSS mal tinha tempo para cuidar de si mesma, quanto mais, de atacar aos EUA
·         Então, houve a Glasnost, que foi a abertura política da URSS e a Perestroika, que foi a abertura econômica

·         1989 – queda do muro

·         1991 – fim da URSS


“Não vamos estudar a história dos grandes conflitos em seus conflitos separadamente, vamos ver o todo, contar a história inteira. Se formos buscar o porquê dos conflitos recentes, teremos que voltar às suas verdadeiras origens, nos séculos passados.” Mariana Kalil

Bom Estudo!

REFERÊNCIA:
AULA MARIANA KALIL – 15 DE MAIO DE 2014
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL. DISPONÍVEL EM: http://www.prof2000.pt/users/afp/ides3.htm. Acesso em: 22 de maio de 2014


Nenhum comentário:

Postar um comentário