Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Primeira colação de grau do curso de Defesa e Gestão Estratégica Internacional

Ontem, dia 10 de abril foi a primeira colação de grau do nosso curso.
São os primeiros alunos formados, com o título de Analista de Defesa e Gestor Estratégico Internacional.
São os únicos com esse título no Brasil.

São mais do que especiais...

Eles têm a responsabilidade maior por serem os primeiros, mas também têm o orgulho de serem da primeira turma de DEFESA E GESTÃO ESTRATÉGICA INTERNACIONAL.


"Saímos da UFRJ para entrar para a história." 
                                                              Aluno Pedro Henrique dos Santos Sá

A colação teve a presença de nada menos que:


   O EXCELENTÍSSIMO Prof. Antônio José Ledo da Cunha (VICE-REITOR)


   A ILUSTRÍSSIMA Profa. Ângela Rocha dos Santos (PRÓ-REITORA DE GRADUAÇÃO)
   
        A ILUSTRÍSSIMA Profa. Vanessa Oliveira Batista Berner (VICE-DECANA DO CCJE)



        A ILUSTRÍSSIMA Profa. Eleonora Ziller (DIRETORA DA FACULDADE DE LETRAS)


 e por último, mas não menos importante, nossa querida coordenadora MARIA ISABEL SAMPAIO (COORDENADORA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE DEFESA E GESTÃO ESTRATÉGICA INTERNACIONAL).

"O curso de Defesa e Gestão Estratégica Internacional se diferencia do curso de Relações Internacionais por estudar, além dos Estados como atores soberanos no cenário internacional, também os setores em que o Estado pode atuar, como social, saúde e meio ambiente." Maria Isabel Sampaio em seu discurso durante a colação.

Os que participaram da criação do nosso curso relembraram as dificuldades do projeto de criação e posteriormente, do local a ser sediado para nossos estudos, das burocracias, de toda a dificuldade em organizar diferentes núcleos da UFRJ para formar nossa grade curricular, visto que temos uma grande bem ampla, com matérias de política, história, economia, saúde, direito e até um pouco de exatas, com matérias do Instituto COPPEAD, que também são de administração e marketing. Também se lembraram de toda a dificuldade para se aprovar a nova grade curricular, reformulada em 2012, afim de melhorar as capacidades dos alunos.

Particularmente, eu acho que nossa grade é muito bem recheada e completa. Somos profissionais com conhecimentos muito abrangentes e não estamos limitados a apenas uma área de conhecimento. Além do mais, esses conhecimentos são aprofundados, pois não são disciplinas com pouca quantidade de matéria para estudar. É pesado. Passamos horas presenciais dentro da Faculdade e a leitura para casa nos ocupa quase todo o tempo livre.

O vice-reitor, que fez Medicina, nos fez pensar no futuro. Que políticas poderemos criar para cuidar de uma população envelhecida? Contando que os idosos deixam de produzir em sua maioria e passam a desfrutar de gratuidades, como nos ônibus por exemplo, que políticas poderíamos criar para fazer a economia girar ainda assim? Num futuro próximo, a população contará com muito mais idosos que hoje.
Ainda nos fez refletir sobre o aumento de pessoas entre 24 anos e 35 que possuem ensino superior completo hoje e antigamente.
No Brasil, subimos 4% num período aproximado de 40 anos e na Coréia do Sul, eles saíram de 13% para mais de 60%. Um aumento de mais de 50%.
O que está acontecendo no Brasil e lá?
Quais são as diferenças?

São nesses casos que podemos ser requisitados, por exemplo.
Somos pensadores estratégicos.
Que estratégias poderemos desenvolver no futuro?

O QUE FAREMOS PARA MELHORAR O BRASIL???

Para encerrar de maneira brilhante esta matéria, palavras do formando Pedro Henrique dos Santos Sá:

"Nada é impossível. O impossível é uma questão de percepção. A prova do impossível está diante de vocês."

O CURSO DE DEFESA E GESTÃO ESTRATÉGICA INTERNACIONAL É O PRIMEIRO CURSO QUE CAPACITA CIVIS A FORMULAR ESTRATÉGIAS PARA O BRASIL. FUNÇÃO ANTES, LIMITADA APENAS AOS MILITARES.

JURAMENTO:

Prometo exercer a minha função de analista de defesa e gestor estratégico internacional, fundamentado na ética profissional e na justiça, ao atuar criticamente nos temas de defesa, segurança e estratégia, consciente dos meus deveres cívicos na promoção de uma sociedade mais justa, democrática e respeitadora da diversidade, e comprometido com a solidariedade entre os povos. Perante os presentes, eu juro!



Não poderia deixar de citar nosso ilustre professor Henrique Paiva, que com toda a emoção nos olhos, comandou a cerimônia.






Um comentário:

  1. Parabéns! a todos que contribuíram para esse momento, foi muito bonito.

    ResponderExcluir